Quando chegamos

ComCom na Pedra Fundamental 1 2015

Por Gustavo Cordeiro

Quando chegamos, chegamos tímidos, cada qual em seu canto.

Os que se conheciam, se aglutinavam, os desconhecidos, receavam.

Mas chegaria o dia.

Os debates em sala, seguiram o fluxo, afins unem, disparates separam.

Desconhecidos formaram laços, velhos conhecidos ampliaram círculos.

Porém, chegaria o dia.

Alguns passaram a ser parte de nossa expectativa, do encontro semanal.

Talvez por causa do ponto eletrônico, ou do sms chegando ao celular.

Entretanto, chegaria o dia.

Nas saídas de campo, liberdade para conversar, sem a frieza da sala.

A voz que poderia sair mais alta, atenção dispersa que foca no assunto que interessa.

Contudo, chegaria o dia.

A cada chamada de presença, uma palavra trazia mais identificação que a teoria.

No fim, quem não meditava se aproximava mais e mais de quem estava.

Enfim, o dia chegou.

Nos despedimos de mera formalidade acadêmica, como fizéramos na primeira viagem.

Planaltina, que criou reforçou laço se torna pedra fundamental de amizades.

O dia chegou para aqueles que não tem mais nenhuma pergunta sobre tudo que quis saber.

Para os demais, segue no peito o elemento energizador, guardado no coração.

ComCom na Pedra Fundamental 1 2015

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *